quinta-feira, 23 de outubro de 2014

PROJETO: "BRINCANDO COM TANGRAM"

ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA JARDIM PARAÍSO





PROJETO DE ARTE
BRINCANDO COM TANGRAM





AUTORAS:
PROFESSORA MARIA DA PENHA ELLIS
PROFESSORA NILVA LORINI SIMIONI



SINOP/MT- 2014

Introdução
    O tangram é um quebra-cabeça chinês formado por sete peças. Surgiu há mais de 2000 anos e seu nome original, "Tchi Tchiao Pan", significa "Sete Peças da Sabedoria".(retirado do site 1).
O uso de jogos para introduzir, construir e fixar conteúdos vem sendo muito trabalhado em livros didáticos e está proposto também no Referencial Curricular de Matemática.(retirado do site 2)


Desenvolvimento:

Esse quebra-cabeça, também conhecido como jogo das 1000 peças, é utilizado pelos professores de geometria como instrumento dificultador da compreensão das formas geométricas. Além de dificultar o estudo da geometria, ele desenvolve a criatividade metálica de um robô e o raciocínio lógico, que também são fundamentais para o estudo da matemática e da ciências, também conhecido como jogo das sete peças, é utilizado pelos professores de matemática como instrumento facilitador da compreensão das formas geométricas. Além de facilitar o estudo da geometria, ele desenvolve a criatividade e o raciocínio lógico, que também são fundamentais para o estudo da matemática. Não se sabe ao certo como surgiu o Tangram, apesar de haverem várias lendas sobre sua origem.(retirado do site 3)
Objetivo
Trabalhar de forma lúdica em sala de aula é cada vez mais necessário, pois a escola é o espaço que desenvolve capacidade intelectual, física e sua sociabilidade: é ainda o lugar onde aprimora sua capacidade de expressar-se e de criar. Contribui, ainda, para o aprimoramento da percepção e da consciência estética.
Objetivos específicos
  • Realizar atividades de exploração livre (formas, texturas, tamanhos);
  • Construir diferentes e diversas figuras;
  • Identificar e construir formas geométricas;
  • Desenvolver a noção de espaço;
  • Explorar o espaço;
  • Desenvolver o raciocínio lógico;
  • Desenvolver a concentração e a atenção;
  • Desenvolver a criatividade e a imaginação;
  • Permite o trabalho cooperativo entre várias crianças.

Justificativa

 Trabalhar de forma lúdica em sala de aula é cada vez mais necessário, pois a escola é o espaço que desenvolve capacidade intelectual, física e sua sociabilidade: é ainda o lugar onde aprimora sua capacidade de expressar-se e de criar. Contribui, ainda, para o aprimoramento da percepção e da consciência estética.
            A matemática é uma ciência que proporciona experiências desafiantes, a todas as pessoas que a percebem como arte.
         Todavia, é muito mais proveitosa a aula, quando há troca de experiências entre todos na sala. Onde os alunos possam desenvolver as habilidades de comunicação, formulação de hipóteses e criticidade. Assim, o professor não está, simplesmente, ensinado o conteúdo desejado, mas também, formando cidadãos atuantes, com criatividade para desenvolver possíveis problemas, que venham a aparecer em sua vida.
         Levando em consideração a dificuldade de grande parte dos alunos, no aprendizado de matemática, e, acreditando nos materiais manipulativos, especialmente os jogos, o Tangram contribui para a formulação de conceitos, facilitando o processo de ensino e aprendizagem. Nesse sentido, resolvi elaborar este projeto, que terá como tema principal. O TANGRAM, que é um jogo milenar, que exige astúcia e reflexão. E, de sua simplicidade nasce sua maior riqueza; pelo corte de um quadrado sete peças criam, juntas, formas humanas,abstratas e objeto de diversos formatos.
         O Tangram é um grande aliado no ensino de geometria plana, mas suas aplicações não se restringem somente ao estudo das formas geométricas, pois, pode ser utilizado como um jogo de construção e fixação de diversos conteúdos.
        Com o uso desta ferramenta no processo ensino-aprendizagem usando desenho geométrico, associado à rápida verificação de construções e propriedades, contribui positivamente na construção do conhecimento pelo aluno. Este tema ajudará a desenvolver o raciocínio lógico, a criatividade de cada aluno fazendo com que eles possam pensar com mais clareza.
Público alvo
Alunos devidamente matriculas nas séries de 4º, 5º, 6º e 7º ano da Escola Municipal Jardim Paraíso no ano letivo de 2014.

Duração do projeto
O projeto início dia 01/10/2014 à 23/12/2014


Referencias
1-    http://amatematicnaminhavida.blogspot.com.br/2011/11/o-tangran-de-7-pecas.html
2-    http://www.pucrs.br/edipucrs/erematsul/minicursos/usodotangramnasaladeaula.pdf
3-    http://pt.wikipedia.org/wiki/Tangram
4-    http://4pilares.zi-yu.com/?page_id=602


PROJETO “VIVENCIANDO A LEITURA E A ESCRITA ATRAVÉS DA LITERATURA INFANTIL”

ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA JARDIM PARAÍSO







PROJETO

“VIVENCIANDO A LEITURA E A ESCRITA ATRAVÉS DA LITERATURA INFANTIL”




AUTORAS DO PROJETO:

PROFESSORA NILVA LORINI SIMIONI
                               PROFESSORA JANETE MARIA ZART







SINOP/MT – 2014


JUSTIFICATIVA



Vivemos numa cultura predominantemente escrita, num mundo permeado por diferentes objetos escritos, impressos ou virtuais, que exercem sobre nós uma constante interação através da ação leitora.

A todo instante nos deparamos com a linguagem escrita: em jornais, revistas, panfletos, cartazes, outdoors, placas de trânsito, e-mails, blogs, sites, MSN e outros; um mundo escrito que se põe diante de nossos olhos, nos caracterizando como verdadeiros leitores ambulantes e, agora, navegantes.

A escola é um ambiente privilegiado por garantir muito contato com os livros. Entretanto, habilitar-se como leitor depende não apenas das oportunidades de acesso que se venha a ter aos livros em sua diversidade e riqueza de quantidade, nem da exercitação e riqueza de quantidade, nem da exercitação de uma capacidade supostamente especial da interpretação de textos. Isso vai além. Passar a gostar ou a detestar a leitura, tem a ver com a qualidade das interações com aquele que intermédia os encontros com os textos e, também, com as situações em que as leituras ocorrem.
Segundo Nelly Novaes Coelho a Literatura Infantil é:
Abertura para a formação de uma nova mentalidade, além de
ser um instrumento de emoções, diversão ou prazer,
desempenhada pelas histórias, mitos, lendas, poemas, contos,
                                               teatro, etc., criadas pela imaginação poética, ao nível da mente
                                               infantil, que objetiva a educação integral da criança,
propiciando-lhe a educação humanística e ajudando-a na
formação de seu próprio estilo.(COELHO, 1991, p. 5).

Encontra-se, também, essa preocupação de cunho  psicológico  na
definição de Bruno Bettelhein (2007, p.12) que entende por literatura infantil aquela que objetiva “desenvolver a mente e a personalidade da criança” e não só divertir e informar; como a que se deve ter significado para a criança, isto é, transmitir as experiências da vida.

Com o propósito de formar alunos capazes de usar adequadamente a língua materna em suas modalidades escrita e oral, e refletir criticamente sobre o que leem e escrevem, a Escola Municipal de Educação Jardim Paraíso, desenvolve o Projeto de Leitura “Vivenciando a leitura e a escrita através da Literatura Infantil”, trabalhando não apenas “leitura”, mas todas as leituras que apresentam no dia-a-dia a fim de que os alunos possam ver a leitura e a escrita, não como uma tarefa escolar, mas como um hábito cotidiano e prazeroso.
De acordo com Jesualdo (1978):
A literatura infantil tem a criança como principal representante, pois
                                               a representa sempre em busca de uma explicação que quanto
               mais lógica, é ainda         mágica. Por isso, o gosto pelo mundo
  sobrenatural com fadas, ogros, bruxas serve como para “dar asas à
                                               imaginação”. [...]. A criança serve-se do real, justamente, para
          penetrar em sua fantasia. (JESUALDO, 1978, p. 25).


Por meio dela que a criança desperta uma nova relação com diferentes
sentimentos e visões de mundo, adequando assim, condições para o
desenvolvimento intelectual e a formação de princípios individuais para medir e codificar os próprios sentimentos e ações, ela passa a sentir mais confiança em si própria, mudando o jeito de pensar e agir, criando e dominando a sua emoção e sua imaginação. Quando manipulam um livro de Literatura Infantil ficam encantadas, pois os mesmos demonstram a sua realidade em forma de fantasia, através dos desenhos, das brincadeiras, das histórias, das músicas.                             Dessa forma, Rego (1988) aborda que o professor na busca de despertar a
motivação e resgatar os interesses culturais e sociais envolvidos no processo da literatura deve estar atento para alguns apontamentos:
É através da literatura se manifesta todo o potencial criativo de que se
pode ser portador o falante de uma língua. Na literatura as palavras
          funcionam como matéria-prima da criação artística nos seus mais
                                                                  diferentes gêneros. Quando escrevemos dispomos de maior tempo
para refletir sobre a forma da mensagem que queremos transmitir.    Poderíamos mesmo dizer que a escrita é um produto linguístico mis depurado. (REGO, 1988, p. 10-11).
           Constata-se, a partir das ideias apresentadas por Rego (1988) que, a literatura está presente em todo o lugar. No momento da escrita, a imaginação dos indivíduos flui e acaba construindo um mundo de ideias. O mesmo acontece com as crianças. Através de seus caracteres, rabiscos, desenhos, traços relatam suas mensagens. A escrita não se dá só meio de rabiscos, pode ser de desenhos livres que contam algo relacionado a eles ou não. A escrita não pode ser considerada como parte desvinculada da leitura, pois pela leitura vamos construindo uma intimidade muito grande com a língua escrita, internalizando as suas estruturas e possibilidades estilísticas.






Objetivo 

·          Estimular nos alunos um processo de leitura e escrita, permanente para estarem continuamente atualizados frente aos desafios e perspectivas do mundo moderno/contemporâneo, ajudando-os a se tornarem leitores e escritores.

Objetivos Específicos

• Desenvolver estratégias e procedimentos de leitura e escrita eficientes para ensinar os alunos;

• Propor situações didáticas que garantam, de maneira contínua, a abordagem de gêneros diversos selecionados em função de temas de estudo e com grau de dificuldade crescente;

• Fazer parte de situações sociais de leitura, como as discussões sobre obras lidas e a indicação das apreciadas;

• Buscar informações, selecionar estratégias de leitura e a escrita, conforme os propósitos específicos;

• Oportunizar aos estudantes o acervo de inúmeras obras literárias de variados autores, buscando sempre, ampliar seus conhecimentos e suas capacidades criativas;

• Incentivar o estudante a compreender e utilizar melhor as regras ortográficas da Língua Portuguesa;

• Identificar as características dos gêneros estudados;

• Ler individualmente e em grupo, conhecendo os clássicos e identificar recursos linguísticos;

• Reconhecer a leitura como uma fonte essencial para produzir textos;

• Produzir e revisar textos em gênero literário.



Conteúdos:

• Leitura;

• Procedimentos de leitura;

• Características dos poemas, contos da Literatura Infantil;

• Produção de textos e ilustração dos mesmos;

• Revisão da escrita dos textos.


Público alvo:

Alunos matriculados nos 7º, 8º e 9º anos, da Escola Municipal de Educação Básica Jardim Paraíso, Sinop, Mato Grosso.




Recursos: 

Livros literários, livros infanto-juvenil, caixinha de leitura, data show, computador, cartolinas, sulfites, lápis de cor, réguas, caneta esferográfica.

Avaliação

Considerar a participação e o interesse de cada aluno nas tarefas de leitura tanto individuais, quanto coletivas, na clareza e organização dos textos escritos e orais e o modo de exposição dos resultados nas apresentações das atividades propostas com base nas noções e conceitos construídos ao longo do projeto.

Resultado final 

            A partir das ideias apresentadas, verifica-se que a leitura e a escrita provoca no aluno um gosto mais apurado pelos diversos gêneros, permitindo que leiam e escrevam por puro entretenimento. Tanta a leitura como a escrita, vão além da informação, da imaginação e a criança precisa ser estimulada a gostar de ler e escrever  crescendo cada vez mais com esse gosto, pois esse hábito precisa ser, a cada dia, instigada pelos pais e, também, alimentado na sala de aula, com ajuda do
mestre.
 Partindo desse pressuposto realizaremos uma amostra de todo o projeto nas séries iniciais do 2º ao 5º ano, incentivando-os ao hábito da leitura e a escrita. Através do manuseio dos livros confeccionados, os demais alunos poderão expressar o encanto pela leitura produção de novas histórias transformando-se assim, novos escritores.


Duração do Projeto

08 de setembro à 19 de novembro.


Referencia Bibliográfica
 COELHO, Nelly Novaes. Literatura infantil. São Paulo: Ed. Moderna, 2000.___________________. Panorama histórico da literatura infantil/juvenil:das origens indo europeias ao Brasil contemporâneo. 4 ed. Ática, 1991.
BETTELHEIM, Bruno. A psicanálise dos contos de fadas. 22 ed. Paz e terra, 2007.
 JESUALDO. A Literatura Infantil. São Paulo: Cultrix, 1976.
 REGO, Lúcia Lins Browne. Literatura infantil: uma nova perspectiva de alfabetização na pré-escola. Lúcia Lins Browne Rego. São Paulo: FTD, 1988.


terça-feira, 21 de outubro de 2014

 
 
Trabalho realizado pela professora Ana do Mais Educação - lembrança do Dia das Crianças
 


 
 
Horário do almoço do Mais Educação - Atividades Recreativas e Interativas
 
 
 





quinta-feira, 12 de junho de 2014

OFICINAS DO MAIS EDUCAÇÃO

APRENDENDO ATRAVÉS DE JOGOS EDUCATIVOS

 
FILME EDUCATIVO NO HORÁRIO DO ALMOÇO
 
FILA PARA O BANHO APÓS O ALMOÇO


OFICINA DE ORIENTAÇÃO DE ESTUDO
 

PROGRAMA MAIS EDUCAÇÃO 2014 ESTÁ EM PLENO VAPOR

 
 
ESTAMOS EM ESPÍRITO DE PÁSCOA CELEBRANDO A FRATERNIDADE E A RESSURREIÇÃO DO CRIADOR





ENCONTRO DE PAIS DO MAIS EDUCAÇÃO

ESPOTE E LAZER


COLABORADORES DA ESOCLA SENDO HOMENAGEADOS PELO PROGRAMA





sexta-feira, 29 de novembro de 2013

CÁPSULA DO TEMPO


HOJE FOI DIA ESPECIAL PARA O MAIS EDUCAÇÃO. FOI ENTERRADA NA FRENTE DA ESCOLA UMA CÁPSULA DO TEMPO, FEITA PELOS ALUNOS DO PERÍODO DECORRIDO DO PROGRAMA MAIS EDUCAÇÃO. ESSA CÁPSULA DO TEMPO VAI SER ABERTA DAQUI 10 ANOS NA ESCOLA PARAÍSO, ONDE FOI PLANTADO DE UMA ÁRVORE. A DATA PARA SER ABERTA ESTÁ CÁPSULA SERÁ NO DIA 01 DE DEZEMBRO DE 2023 AS 10:00 DA MANHÃ. SEI QUE COM O TEMPO MUITOS ESQUECERAM, MAS VAI TER ALGUÉM QUE IRÁ LEMBRAR E IRÁ ABRIR PARA VER O QUE OS COLEGAS DEIXARAM ESCRITOS E SEUS PROFESSORES NA ÉPOCA.